Debate destaca consequências da pressão que a pandemia provocou nos profissionais de saúde
DATA
26/09/2022 11:02:45
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Debate destaca consequências da pressão que a pandemia provocou nos profissionais de saúde

No próximo dia 30 de setembro terá lugar o Debate “Aspetos controversos no controlo epidemiológico das Doenças Infeciosas: Ética, Direito e Saúde Pública”, organizado em conjunto pelo LACPEDI, pelo LAHSB e pela Egas Moniz. Este debate surge como principal intuito de “analisar e discutir as implicações da COVID-19 sobretudo na perspetiva dos princípios éticos”

Para abordar a “enorme pressão que a presente pandemia provocou nos cidadãos e na sociedade, tal como nos profissionais de saúde e nas instituições prestadoras deste tipo de cuidados durante os últimos dois anos”, juntou-se “um painel essencialmente constituído por médicos, advogados, eticistas, investigadores e docentes, convidando também algumas individualidades que são essenciais na promoção da liberdade individual e o bem coletivo, tal como o direito ao sigilo e o combate eficaz às ameaças da saúde pública”, lê-se em comunicado.

O evento tem como presidente Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, e inclui em mesa-redonda, temas como “O que há a dizer acerca da obrigatoriedade da vacinação” ou “O que há a dizer acerca de uma possível lei para o internamento compulsivo no âmbito das doenças infetocontagiosas”.

Saiba mais sobre o evento, aqui.

You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade
Editorial | António Luz Pereira, Direção da APMGF
You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade

No ano de 2021, foram realizadas 36 milhões de consultas médicas nos cuidados de saúde primários, mais 10,7% do que em 2020 e mais 14,2% do que em 2019. Ou seja, aproximadamente, a cada segundo foi realizada uma consulta médica.