Page 8 - em|FOCO REUMATOLOGIA
P. 8

8 PRÁTICA CLÍNICA

                          Osteoporose

                     Quadro nacional e
                     abordagem terapêutica

Eugénia                                 TRATAMENTO ANTIOSTEOPORÓTICO
Simões
                                        NAS MULHERES PORTUGUESAS PÓS-MENOPÁUSICAS, COM DIAGNÓSTICO DE OP

                                        14,75% FAZ TRATAMENTO ATUALMENTE

Os conceitos de definição,              18,76% FEZ TRATAMENTO NO PASSADO
fisiopatologia, etiologia e factores
de risco da osteoporose têm sofrido     DURAÇÃO DO TRATAMENTO (MESES) 52,31 +- 115,42
alguma evolução nos últimos anos.                                                              (MÉDIA E DP)
Até há relativamente pouco
tempo, todo o nosso raciocínio          FRATURAS DE FRAGILIDADE
de classificação e terapêutico
era baseado nos achados de              NAS MULHERES PORTUGUESAS PÓS-MENOPÁUSICAS
Densidade Mineral Óssea (DMO)
avaliados por Densitometria óssea       15,11%                              17,7%
Bi-fotónica. Porém, os clínicos que
lidam com este assunto cedo se                                                      6,33%
aperceberam que para a avaliação
desta patologia e avaliação do risco                                                          4,47%
fracturário, existem outros factores
independentes de massa óssea,           PUNHO                               COLUNA VERTEBRAL  ANCA
tais como:
                                        pesquisada activamente no exame     avaliados pelo FRAX.                estão medicadas e que menos de
  •	 Idade;                             clínico do doente idoso.            No que toca à Epidemiologia,        10% dos doentes que sofreram
  •	 Sexo (a probabilidade de           Estes factores, predictores         e segundo dados recentes            fractura da anca são medicados
                                        de risco fracturário de forma       de um trabalho alargado             com fármacos antiosteoporóticos
     fractura é sempre superior no      independente da DMO, são            epidemiológico de prevalência de    e/ou referenciados para uma
     sexo feminino em qualquer          igualmente importantes. Os          Doença Reumática em Portugal,       consulta médica.
     idade; o osso masculino            factores de risco clínicos, no      o EpiReumaPt, chegou-se à
     tem outras características e       conjunto, correlacionam-se com      conclusão que a probabilidade de    Nota: Este texto foi escrito ao abrigo
     geometria diferente);              um determinismo de 40-50% em        fractura de fragilidade depois dos  do antigo acordo ortográfico
  •	 Antecedentes fracturários          relação ao risco fracturário.       50 anos nas mulheres portuguesas
     (fractura de baixo impacto)        É por isso importante referir que   pode chegar aos 50% e que existem                 Eugénia Simões
     depois dos 40 anos;                todos estes factores de risco       já em cerca de 18% das mulheres                   Presidente do
  •	 Antecedentes Familiares de         estão elencados na ferramenta       depois desta idade.                               Instituto Português
     fracturas (sobretudo do colo do    FRAX, validada para o nosso         Apesar de ser uma patologia muito                 de Reumatologia
     fémur, parentais);                 país em Setembro de 2013.           divulgada entre profissionais de
  •	 Tabagismo;                         Aliás, em breve teremos valores     saúde e até na população em geral,
  •	 Consumo exagerado de álcool        adaptados à realidade nacional      os doentes que dela padecem são
     (superior a 3 porções/dia);        e correspondentes ao limiar         subdiagnosticados e poucas vezes
  •	 Corticoterapia;                    terapêutico quando considerado o    tratados. Os números revalam que
  •	 Causas secundárias de              risco de fractura de osteoporótica  apenas cerca de 14,8% das mulheres
     osteoporose.                       major e/ou da anca a dez anos,      diagnosticadas com osteoporose
Ainda outros factores importantes
no determinismo das fracturas,
como as quedas, devem ser tidos
em consideração.
A sarcopénia, por exemplo, um dos
sinais da Síndrome Frail, deve ser

JORNAL MÉDICO – em | FOCO REUMATOLOGIA
   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12