Page 6 - em|FOCO GERIATRIA
P. 6

6 PRÁCTICA CLÍNICA

Carlos                                 O que todo o clínico
Rabaçal                                necessita saber

                                       No âmbito das 30as Jornadas de Cardiologia, Hipertensão e Diabetes de Almada, que
                                       decorreram entre 15 e 17 de Janeiro em Sesimbra, o cardiologista Carlos Rabaçal abordou
                                       a temática da disfunção eréctil numa perspectiva de doença aterosclerótica. Partindo da
                                       premissa de que “o sexo não tem idade”, o director do serviço de Cardiologia do Hospital
                                       Vila Franca de Xira alertou os colegas para a necessidades de abordarem a saúde sexual dos
                                       seus doentes na consulta. Porque só detectando o problema se pode oferecer a solução mais
                                       adequada, apontou. No caso da disfunção eréctil, os inibidores da PDE5 são, actualmente, a
                                       primeira linha de terapêutica farmacológica. A mais recente molécula desta classe terapêutica
                                       – o avanafil – é a mais selectiva para a PDE5.

“Só existem duas coisas                disso”. No entender de Carlos          Avanafil: altamente sensível
importantes na vida. A primeira é o    Rabaçal – que é um dos médicos                     para a PDE5
sexo e a segunda não me lembro”.       redactores do Consenso sobre
Foi com esta citação de Woody          Disfunção Eréctil e Doença             Quando comparada a selectivida-         um benefício superior em termos
Allen que Carlos Rabaçal introduziu    Cardiovascular (2006) – “os            de de avanafil para as 11 isoenzi-      de tolerabilidade.
a temática da relação entre idade e    doentes precisam de perceber           mas da PDE com a de sildenafil,         Altamente sensível para a PDE5,
sexualidade activa.                    que não há efectivamente uma           vardenafil e tadalafil, a evidência     o avanafil é rapidamente absorvi-
“É um facto que nem todos              idade para deixar de ter sexo,         mostra que o avanafil inibe forte-      do, atingindo níveis plasmáticos
se reverão nesta frase, mas            que os problemas podem ter             mente a actividade da PDE5 sem          máximos em aproximadamente
recentemente acompanhámos na           solução. Precisamos de falar           inibir significativamente as outras     30 a 45 minutos após a toma e
imprensa a discussão à volta de        com os doentes sem medo,               isoenzimas da PDE. Globalmen-           apresentando uma duração de ac-
uma decisão do Supremo Tribunal        porque, assim, temos também a          te, sildenafil, vardenafil e tadalafil  ção de mais de seis horas. Os re-
de Justiça, que considerava            oportunidade de os ensinar e de        promovem maior actividade inibi-        sultados de um ensaio de fase III
que o sexo acima dos 50 anos           lhes oferecer soluções adequadas       tória para as outras isoenzimas da      confirmam a eficácia e segurança
não era importante e, com              ao seu problema”.                      PDE (PDE1, PDE6 e PDE11). Dado          desta molécula, bem como o seu
esse entendimento, reduzia a                                                  que as diferenças na selectividade      rápido início de acção (alguns
indemnização devida a alguém           DISFUNÇÕES SEXUAIS: MAIS               provavelmente se traduzem num           doentes referiram tempo <15 mi-
que tinha sido afectado na sua         FREQUENTES NAS MULHERES,               perfil de segurança e tolerabilida-     nutos), posicionando-a como uma
sexualidade… Decisão esta que          MAS MELHOR ESTUDADAS NOS               de diferentes, estes dados suge-        solução on-demand válida no tra-
encara o sexo como algo perecível,     HOMENS                                 rem que o avanafil pode conferir        tamento da DE.
como os iogurtes ou os queijos         O estudo EPISEX-PT que incluiu
frescos, colocando-lhe um prazo        homens e mulheres com mais             em 13%. “A importância da DE,           Carlos Rabaçal é
de validade”, relatou o cardiologista  de 18 anos, levado a cabo              para a medicina cardiovascular,         cardiologista.
do Hospital Vila Franca de Xira,       pela Sociedade Portuguesa de           assenta na evidência robusta que
alegando que “na realidade, o sexo     Andrologia, mostrou que as             a caracteriza como um preditor          Director do
não tem uma idade para terminar”.      disfunções sexuais atingem um          de risco vascular, em particular no     Serviço de
De acordo com Carlos Rabaçal, “um      em cada quatro homens e uma em         homem com idade até aos 60-65           Cardiologia do
estudo recente mostra que, aos 55      cada duas mulheres. “Apesar de         anos. Esta evidência, responsabiliza    Hospital Vila
anos de idade, o homem ainda tem       mais frequentes na mulher, estão       o médico que se confronta com           Franca de Xira.
mais 15 anos de actividade sexual,     mais bem estudadas no homem,           estes doentes, a encará-la como
em média, e a mulher tem mais 11”.     porque, a partir de 1999, passámos     uma janela para o coração e a           Médico redactor
No fundo, acrescentou o orador “o      a dispor de uma terapêutica            encetar as medidas adequadas            do Consensos
homem e a mulher, em termos de         extremamente eficaz para a             ao esclarecimento da presença           sobre DE – A
actividade sexual, têm as mesmas       disfunção eréctil (DE): os inibidores  ou não de doença cardiovascular         Disfunção Eréctil
aptidões, pelo que a abordagem         da PDE5 (iPDE5)”, explicou o           silenciosa, como se recomenda nos       e a Doença
dos problemas de índole sexual         especialista.                          Consensos sobre DE”.                    Cardiovascular.
com os doentes é fundamental,          A DE é uma desordem sexual
independentemente da idade”.           masculina altamente prevalente
Segundo o especialista, “há esta       que se define pela incapacidade
evidência dos cinco continentes        persistente/recorrente de alcançar
– decorrente do Global Study of        e/ou manter uma erecção suficiente
Sexual Attitudes and Behaviours –      para actividade sexual satisfatória.
de que muito raramente os médicos      Estima-se que, em 2025, cerca de
falam com os doentes acerca da         322 milhões de homens em todo o
vida sexual deles. Mas, os doentes     mundo sofram de DE. Em Portugal,
querem que os médicos falem            a prevalência da DE está estimada

JORNAL MÉDICO – em | FOCO GERIATRIA
   1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11