Page 4 - em|FOCO GERIATRIA
P. 4

4 ENTREVISTA
             Manuel Teixeira
             Veríssimo

“A implementação da
Geriatria em Portugal
é uma questão de visão
e de organização”

Liderou o grupo de médicos que propôs a criação da competência à Ordem dos Médicos e
debate-se actualmente pela implementação de unidades de internamento de Geriatria nos
principais hospitais do País. Para o actual presidente da Sociedade Portuguesa de Medicina
Interna (SPMI), Manuel Teixeira Veríssimo, o desenvolvimento da Geriatria no âmbito do SNS não
implica grandes investimentos financeiros, é antes “uma questão organizacional e de visão”.

Em|FOCO Geriatria | Qual o retrato       é uma realidade que não se com-         de terem conhecimentos em Geriatria.     pneumonia numa pessoa jovem que
dos nossos idosos? Partilha da ideia     pagina com a organização do pró-        Isto porque, embora tenham muitas        não tenha outras doenças o prog-
generalizada de que são cada vez em      prio sistema de saúde, que continua     doenças idênticas às que afectam os      nóstico é previsível. Numa pessoa
maior número e estão cada vez mais       agrupado por órgãos, ainda que já se    indivíduos mais novos, os idosos apre-   idosa, essa previsão prognóstica
pobres e mais doentes?                   tenha percebido que estes doentes       sentam condições físicas e cognitivas    não é clara, porque há habitualmen-
Manuel Teixeira Veríssimo | De um        com múltipla patologia não benefi-      distintas, que os fazem responder de     te um défice dos aparelhos, bem
modo geral, os nossos idosos estão       ciam deste tipo de modelo.              forma diferente, quer à própria doença,  como várias doenças crónicas, e
cada vez mais velhos. Temos cerca                                                quer ao tratamento.                      como tal o doente responderá de
de dois milhões de pessoas em Portu-     É precisamente aí que a Geriatria, en-  Estas particularidades devem ser tidas   forma muito diferente à “mesma”
gal com mais de 65 anos. Mas temos       quanto ciência médica que se dedica     em conta no tratamento médico do         pneumonia. Daí que seja necessá-
cada vez mais um maior número de         aos doentes idosos, se apresenta        doente idoso e é precisamente disso      rio um ajuste/adaptação às espe-
pessoas muito idosas, acima dos 80 e     como incontornável?                     que trata a Geriatria.                   cificidades do doente idoso. Esse é
até mesmo centenários.                   Face a um envelhecimento popula-                                                 o propósito da Geriatria, que vai ao
Ora, sabemos que quanto mais ido-        cional crescente e aos desafios a ele   Mas, nem todos os idosos são doen-       encontro da velha máxima de que “o
so, maior a probabilidade de ter uma     inerentes, torna-se por demais eviden-  tes geriátricos… Qual é então o perfil   médico deve tratar doentes/indiví-
doença, em especial uma doença           te essa necessidade que há muito de-    do doente geriátrico?                    duos e não doenças/patologias”.
crónica. Actualmente, a realidade dos    fendemos – nomeadamente a Socie-        O doente geriátrico é por norma um
nossos idosos mostra que eles sofrem     dade Portuguesa de Medicina Interna     doente idoso que necessita de cui-       Mas a adopção dessa máxima impli-
de várias doenças em simultâneo:         (SPMI) – de todos os profissionais de   dados específicos para tratar a(s)       ca alterações de fundo à actual orga-
hipertensão arterial, diabetes, insufi-  saúde que lidem com idosos – parti-     sua(s) doença(s) e evitar uma má         nização do sistema de saúde…
ciência cardíaca, doença pulmonar        cularmente os médicos e destes, os      evolução da sua situação.                Cabe ao sistema de saúde adaptar-
obstrutiva crónica, artroses… Esta       internistas e os médicos de família –   Dou-lhe um exemplo: em caso de           se… Terá que haver um investimento

JORNAL MÉDICO – em | FOCO GERIATRIA
   1   2   3   4   5   6   7   8   9