Displaying items by tag: Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP)

Um grupo de investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do Centro Hospitalar Universitário de São João (CHUSJ) descobriu como os glóbulos vermelhos podem ajudar a prever risco de morte e de enfartes do miocárdio.

Published in Atualidade

Um estudo realizado por investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) e do CINTESIS – Centro de Investigação em Tecnologias e Serviços de Saúde revelou que a perturbação bipolar é responsável por 2.600 hospitalizações por ano, em média, em Portugal. Todos os dias ocorrem sete hospitalizações, em média, em hospitais públicos nacionais, devido a esta doença mental.

Published in Atualidade
segunda-feira, 04 outubro 2021 17:30

Estudo mostra smartphone como alternativa ao estetoscópio

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) concluíram que o smartphone pode ser usado como alternativa ao estetoscópio tradicional, uma vez que é capaz de gravar os sons pulmonares com qualidade e de capturar os sons anormais. Este estudo contou com a participação de mais de 130 doentes seguidos num hospital português, maioritariamente com patologias respiratórias.

Published in Atualidade

Atualmente em Haifa, Israel, a Cátedra Internacional de Bioética vai mudar a sua sede para a Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP). Rui Nunes, presidente da Associação Portuguesa de Bioética (APB), destaca a boa notícia e mais um sinal claro do excelente trabalho que o País tem desenvolvido, designadamente, neste campo.

Published in Atualidade

Um estudo realizado na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) concluiu que a percentagem de massa gorda, um dos indicadores de obesidade, faz aumentar a probabilidade de reações alérgicas a medicamentos.

Published in Atualidade

Um estudo da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) concluiu que a doença neurológica e reumática, bem como sintomas reveladores de ansiedade e de depressão, estão relacionados com a ocorrência de quedas acidentais, sobretudo em mulheres e idosos.

Published in Atualidade
Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve
Editorial | Gil Correia
Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve

É quase esquizofrénico no mesmo mês em que se discute a carência de Médicos de Família no SNS empurrar, por decreto, os doentes que recorrem aos Serviços de Urgência (SU) hospitalares para os Centros de Saúde. A resolução do problema das urgências em Portugal passa necessariamente pelo repensar do sistema, do acesso e de formas inteligentes e eficientes de garantir os cuidados na medida e tempo de quem deles necessita. Os Cuidados de Saúde Primários têm aqui, naturalmente, um papel fundamental.