O consumo de tabaco é um grave problema de saúde pública, uma vez que tem impacto na população fumadora mas também na não fumadora. É uma causa reconhecida de doença oncológica, cardiocerebrovascular, pulmonar e de complicações na gravidez. O relatório “Portugal – Prevenção e Controlo do Tabagismo 2017”, da Direção-Geral da Saúde, estima que em 2016 morreram em Portugal mais de 11800 pessoas por doenças atribuíveis ao tabaco, o que corresponde à morte de uma pessoa a cada 50 minutos, assim como uma em cada 4 mortes no grupo etário dos 50-59 anos é devida ao tabaco.  

Published in Opinião
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo
Editorial | Jornal Médico
Redimensionar as listas de utentes e rever a Carreira Médica é um imperativo

A dimensão das listas de utentes e a Carreira Médica são duas áreas que vão exigir, nos próximos tempos, uma reflexão e ação por parte dos médicos de família.

Mais lidas