Infarmed abre inquérito a esquema de importação ilegal de vacinas da gripe
DATA
20/01/2014 13:13:42
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Infarmed abre inquérito a esquema de importação ilegal de vacinas da gripe

[caption id="attachment_6025" align="alignleft" width="300"]infarmed O esquema foi detectado pelas autoridades após as buscas realizadas no âmbito da operação “Consulta Vicentina”, liderada pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) e Polícia Judiciária e inserida no combate à fraude com receituário do Serviço Nacional de Saúde no passado dia 08 de Janeiro, tendo sido aberto um inquérito na semana passada[/caption]

A Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) abriu um inquérito ao nível nacional para averiguar um esquema de importação ilegal de vacinas da gripe desde Espanha, disse à agência Lusa fonte do Ministério da Saúde (MS).

A mesma fonte disse que o esquema foi detectado pelas autoridades após as buscas realizadas no âmbito da operação “Consulta Vicentina”, liderada pelo Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) e Polícia Judiciária e inserida no combate à fraude com receituário do Serviço Nacional de Saúde no passado dia 08 de Janeiro, tendo sido aberto um inquérito na semana passada.

Fonte do Ministério disse ainda que o Infarmed vai avançar com uma acção ao nível nacional para averiguar outros casos semelhantes.

Contactada pela Lusa, a Procuradoria-Geral da República disse que todas as investigações relacionadas com fraude no Serviço Nacional de Saúde encontram-se em segredo de justiça.

O Diário Económico adianta na sua edição de hoje que o esquema foi detectado no âmbito da “Consulta Vicentina”, numa altura em que as farmácias nacionais esgotaram os seus “stock”.

De acordo com o jornal, a importação das vacinas da gripe pode trazer prejuízos para a saúde pública, uma vez que o transporte terá sido realizado sem as medidas de segurança (transportadas sob refrigeração).

A operação “Consulta Vicentina” levou a 8 de Janeiro à detenção de dez médicos e farmacêuticos, quatro mulheres e seis homens, entre os quais uma médica estrangeira.

A acção de fiscalização conjunta entre a Polícia Judiciária, a Inspecção-geral das Actividades em Saúde e o Infarmed decorreu na zona de Lisboa e do Algarve, tendo sido feitas buscas a farmácias e unidades do SNS.

De acordo com o DCIAP, foram realizadas 33 buscas, entre domiciliárias, não domiciliárias e a consultórios médicos, e foi apreendido diverso material relacionado com a prática da actividade criminosa em investigação.

Também foram constituídas arguidas outras pessoas singulares e colectivas.

A mesma fonte não soube precisar o montante da fraude, referindo apenas que é bastante elevado.

Sejam Felizes
Editorial | António Luz Pereira, vice-presidente da APMGF
Sejam Felizes

O início de cada ano é também o início do percurso de milhares de novos médicos. A todos, mas especialmente aqueles que como nós escolheram como futuro ser Médico de Família, queremos receber-vos com um desejo e um desafio. Que sejam felizes e façam com que aqueles que se cruzam convosco sejam felizes. Desejamos profundamente que este internato de formação específica em MGF seja um caminho de felicidade. Que se sintam totalmente realizados por terem escolhido a melhor especialidade do mundo. Que sejam felizes no internato, para que possam ser ainda mais felizes fora dele.

Mais lidas