O diretor de medicina intensiva do Hospital de São João, Porto, acredita que a sobrecarga do Serviço Nacional de Saúde (SNS) “só diminuirá muito lá para o final do verão”, frisando que compensa fazer um sacrifício agora.
Published in Atualidade

Os doentes que podem recuperar para uma vida normal devem ter prioridade face aos que têm baixa probabilidade de recuperação e a idade não pode por si só ser critério, recomenda um parecer do Colégio da Especialidade de Medicina Intensiva.

Published in Atualidade

As “doenças de inverno” que habitualmente lotam os serviços dos hospitais ainda não chegaram, mas no de São João, no Porto, há alas esgotadas devido à “pressão” da Covid-19, algo que os especialistas veem com “muita preocupação”.

Published in Atualidade

Os serviços de medicina intensiva de adultos dos hospitais da região Centro registavam na sexta-feira uma taxa de ocupação entre 60% (nível III) e 80% (nível II), segundo dados da Administração Regional de Saúde (ARS).

Published in Atualidade

A ministra da Saúde, Marta Temido, revelou ontem, em Vila Nova de Gaia, que o plano dedicado à infraestruturação do setor de Medicina Intensiva vai ser reforçado até ao final do ano em 26 milhões de euros.

Published in Atualidade

O Governo vai reforçar com mais pessoal as unidades de Medicina Intensiva, Saúde Pública e procurar aumentar a rapidez dos testes à Covid-19 para preparar a chegada do inverno, afirmou hoje a secretária de Estado adjunta e da Saúde.

Published in Atualidade
A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas