Displaying items by tag: greve

quarta-feira, 21 junho 2017 10:40

Técnicos de diagnóstico em greve

Técnicos de diagnóstico e terapêutica estão desde as 00:00 de hoje em greve nacional, uma paralisação de dois dias que se repete na quinta-feira.

Published in Atualidade

Os sindicatos médicos afirmaram hoje que se mantêm todos os pressupostos para que a greve nacional de 10 e 11 de maio ocorra, após uma nova reunião com o Ministério da Saúde.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, admitiu que uma greve nacional dos médicos é "uma forte possibilidade", face às "muitas situações que não estão bem" no SNS.

Published in Atualidade
Tagged under

Os trabalhadores da saúde estão hoje a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

Published in Atualidade
Tagged under

O ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes, afirmou ontem que as preocupações dos técnicos de diagnóstico, que mantêm uma greve por tempo indeterminado pela atualização da carreira, são legítimas, mas ressalvou não poderem existir “regimes de exceção”.

Additional Info

  • Imagem 720*435 Imagem 720*435
Published in Atualidade
Tagged under

Greve

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) deu hoje início a uma greve parcial em algumas instituições do Serviço Nacional de Saúde (SNS), pela exigência das 35 horas de trabalho semanais para todos os profissionais.

A greve começou no turno da noite no Centro Hospitalar do Algarve e estender-se-á até à próxima sexta-feira, dia 12. Hoje de manhã estão igualmente em greve enfermeiros do Instituto Português de Oncologia de Coimbra, que repetem a paralisação também no turno da manhã de quarta-feira, dia 10.

Amanhã e quinta-feira é a vez de fazerem greve enfermeiros do Hospital Distrital da Figueira da Foz. Há já um pré-aviso de greve para o turno da manhã da Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano, no próximo dia 19.

Os enfermeiros estiveram em greve no final do mês passado, reclamando as 35 horas de trabalho semanais para todos os enfermeiros. Repetem agora as mesmas exigências, nas quais se inclui o pagamento de todo o trabalho extraordinário.

A dirigente do SEP, Guadalupe Simões, acaba de congratular-se com o nível de adesão à greve parcial no Algarve a favor das 35 horas de trabalho semanais para todos.

“Depois de há duas semanas terem feito dois dias de greve, haver de novo esta adesão significa que as pessoas estão mobilizadas para garantir aquilo que é justo, as 35 horas para todos e a admissão de mais enfermeiros”, referiu, em declarações à agência Lusa, adiantado 86% e 50% de adesão à greve nos hospitais de Portimão e de Lagos, respetivamente.

Published in Atualidade
Tagged under

INEM

Os trabalhadores do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) iniciaram, no passado dia 6, uma greve aos turnos extraordinários, cujo impacto na redução ou fecho de meios já se verifica desde julho, segundo o sindicato dos trabalhadores da função pública do Norte.

Em causa está o recurso às horas-extras “para esconder a falta de profissionais”, afirma o Sindicato dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais do Norte (STFPSN), que acusa o INEM e o Ministério da Saúde de porem em causa a emergência médica.

O sindicato assegura que “ao contrário do que o INEM e a tutela assumiram publicamente”, a greve ao trabalho extraordinário em curso já está a ter “um grande impacto na redução ou fecho de meios INEM” desde o mês passado.

“Sobretudo na zona Norte – Porto e Braga – e na zona Centro estão a ser programadas diminuições significativas dos níveis de serviço que terão necessariamente impacto na missão de emergência médica”, afirma, lembrando que “esta greve ocorre num contexto em que o INEM tem visto os seus meios serem diminuídos ao longo dos anos, fruto de uma política de desinvestimento no setor”.

Published in Atualidade
Tagged under

Adalberto_Campos_Fernandes

O ministro da Saúde disse hoje entender as reivindicações dos médicos que ameaçam fazer greve se não conseguirem a reposição do pagamento das horas extraordinárias a 100%, mas alegou que este ano tal não será possível por razões orçamentais.

Adalberto Campos Fernandes, que falava aos jornalistas no final da sessão de apresentação do 1.º Inquérito Nacional de Saúde com Exame Físico, mostrou-se confiante de que os médicos não vão avançar para a greve.

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) anunciou na segunda-feira que vai solicitar a intervenção do primeiro-ministro e dos grupos parlamentares para a reposição do pagamento a 100% das horas extraordinárias, atualmente pagas a 50%.

Segundo o secretário geral do SIM, e em último caso, os clínicos podem avançar para uma greve já que é grande o descontentamento na classe médica.

"É uma preocupação eticamente legítima", disse o ministro, para quem "há algum grau de injustiça na forma como os médicos são pagos".

Contudo, o governante frisou que a lei do orçamento, que está em vigor, não permite que, pelos menos em 2016, esta questão sofra mudanças.

Adalberto Campos Fernandes apelou aos médicos para que tenham "compreensão" e disse: "não podemos dar tudo a todos ao mesmo tempo".

O ministro referia-se nomeadamente à reposição das 35 horas no setor da saúde, sobre a qual disse haver condições para que decorra normalmente.

Questionado sobre alegadas dificuldades neste processo junto das Finanças, Adalberto Campos Fernandes referiu que há "coerência e consistência" dentro do Governo sobre esta e as outras matérias.

Published in Mundo
Pág. 6 de 11
É urgente desburocratizar os Cuidados de Saúde Primários
Editorial | Jornal Médico
É urgente desburocratizar os Cuidados de Saúde Primários

Neste momento os CSP encontram-se sobrecarregados de processos burocráticos inúteis, duplicados, desnecessários, que comprometem a relação médico-doente e que retiram tempo para a atividade assistencial.