Displaying items by tag: estudo

Segundo o relatório hoje divulgado, “Acesso a cuidados de saúde – As escolhas dos cidadãos 2020”, da autoria de Pedro Pita Barros, um em cada 10 inquiridos, quando se sente doente, opta por não contactar o sistema de saúde. No universo estudado, 63% prefere automedicar-se.

Published in Atualidade

A Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia (SPG) promoveu um estudo realizado pela agência de estudos de mercado Multidados, em que, maioritariamente, os portugueses revelam estar atentos à sua saúde digestiva, o que contrasta com o indicador de que apenas 29% consultou um especialista.

Published in Atualidade

Um estudo coordenado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) alerta para a redução de anticorpos contra o vírus SARS-CoV-2 três meses após a infeção e, além disso, defende a vacinação em pessoas anteriormente infetadas.

Published in Atualidade

Um estudo realizado pela Associação Portuguesa de Telemedicina (APT) revelou que apenas 8% dos médicos fez videochamada durante as teleconsultas, na 1.ª fase da pandemia da Covid-19.

Published in Atualidade

Um estudo sociológico sobre a saúde em Portugal revelou que 30% dos portugueses com doença grave acusam a pandemia de prejudicar a sua saúde.

Published in Atualidade

Um estudo revelou que uma em cada quatro mulheres não faz acompanhamento ginecológico regular e 84,2% da população desconhece os sintomas do cancro do ovário.

Published in Atualidade

O estudo nacional “A Saúde dos Portugueses: Um BI em Nome Próprio” concluiu que 52% dos inquiridos maiores de idade considera o seu estado de saúde como bom ou muito bom.

Published in Atualidade

Um grupo de especialistas da área da Saúde concluiu que os encargos com as doenças cardiovasculares estagnaram, apesar de continuarem a ser a principal causa de morte em Portugal.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 17
MGF 2020-30: Desafios e oportunidades
Editorial | Gil Correia
MGF 2020-30: Desafios e oportunidades

Em março de 2020 vivemos a ilusão de que algumas semanas de confinamento nos libertariam para um futuro sem Covid-19. No resto do ano acreditámos que em 2021 a realidade voltaria. Mas, por definição, a crise é uma mudança de paradigma. O normal mudou. Importa que a Medicina Geral e Familiar se adapte e aproveite as oportunidades criadas. A Telemedicina, a desburocratização e um ambiente de informação, amigável flexível e unificado são áreas que me parecem fulcrais na projeção da MGF no futuro.

Mais lidas