Displaying items by tag: Ordem dos Médicos

A Ordem dos Médicos (OM) alerta que os centros de saúde estão longe de retomar os rastreios de alguns cancros, tendo sido quase impossível recuperar a atividade perdida.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos (OM) manifestou-se apreensiva relativamente às mudanças na matriz de risco que fundamenta as novas fases de desconfinamento e defende a inclusão de critérios de gravidade e da cobertura vacinal.

Published in Atualidade

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM) afirmou que a resposta às listas de espera de doentes que ficaram sem consultas ou cirurgias devido à pandemia da COVID-19 exige estratégia, investimento público e vontade política.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos alertou para a quebra do índice de desempenho global na generalidade dos centros de saúde. Esta quebra é atribuída à deslocação dos clínicos para funções relacionadas com a COVID-19.

Published in Atualidade

A Ordem dos Médicos (OM) considera que não é eticamente adequado obrigar as pessoas a conceder o consentimento informado para serem vacinadas, referindo-se, designadamente, aos menores de 60 anos que optam pela segunda dose da vacina da AstraZeneca.

Published in Atualidade

O 23.º Congresso Nacional da Ordem dos Médicos (OM), que se vai realizar nos dias 31 de maio, 1, 2 e 3 de junho, pretende debater o impacto da Covid-19 em várias áreas, como na medicina, ciência e sociedade.

Published in Atualidade

O Bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, defendeu a necessidade de remodelar e ampliar o Hospital de São Bernardo, em Setúbal, devido às atuais condições que apresenta.

Published in Atualidade

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM), o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) e a Ordem dos Médicos (OM) exigiram a vacinação imediata dos profissionais de saúde que já foram infetados, alegando que a imunidade de quem já teve Covid-19 “não se perpetua no tempo”.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 60
Um ano depois…
Editorial | Susete Simões
Um ano depois…

Corria o ano de 2020. A Primavera estava a desabrochar e os dias mais quentes e longos convidavam a passeios nos jardins e nos parques, a convívios e desportos ao ar livre. Mas quando ela, de facto, chegou, a vida estava em suspenso e tudo o que era básico e que tínhamos como garantido, tinha fugido. Vimos a Primavera através de vidros, os amigos e familiares pelos ecrãs. As ruas desertas, as mensagens nas varandas, as escolas e parques infantis silenciosos. Faz agora um ano.

Mais lidas