No decorrer da sessão “Moderate-to-severe atopic dermatities: understanding its full impact on families”, promovida pela Sanofi no Congresso EADV, o dermatologista do Hospital CUF Descobertas, Pedro Mendes Bastos, salientou a importância dos Patient Reported Outcomes (PRO) para a prática clínica no tratamento da dermatite atópica. Felicitou ainda o destaque dado à doença, tantas vezes associada a comorbilidades, que impacta a qualidade de vida dos indivíduos afetados.

Published in Atualidade

Com mais de 13 mil médicos inscritos, o Congresso da EADV já ultrapassa o da Academia Americana de Dermatologia em número de presenças.

Published in Atualidade

A psoríase foi um dos temas em grande destaque no EADV 2019, com a apresentação de importantes dados científicos e clínicos em primeira mão, sublinha o dermatologista do Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUP), Tiago Torres.

Published in Atualidade

Eleito em Madrid um dos novos board members da EADV para os próximos três anos, o dermatologista Paulo Lamarão, será um “elo de ligação” entre os colegas portugueses e a academia europeia da especialidade.

Published in Atualidade

A propósito do lema do EADV 2019, o presidente da Sociedade Portuguesa de Dermatologia (SPDV), Miguel Peres Correia, não hesita ao afirmar que a Dermatologia portuguesa não se limita a acompanhar o desenvolvimento tecnológico no campo da Dermatovenereologia.

Published in Atualidade
Pág. 1 de 3
DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Editorial | Rui Nogueira, Médico de Família e presidente da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar
DESconfinar sem DISconfinar: Um desafio para inovar e aproveitar a oportunidade
Depois de três meses de confinamento é necessário aceitarmos a prudência de DES”confinar sem DISconfinar. Não vamos querer “morrer na praia”! As aprendizagens da pandemia Covid-19 são uma ótima oportunidade para acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. O estado de emergência e o estado de calamidade ensinaram-nos muito! É necessário desconfinar o centro de saúde com uma nova visão e reinventar o conceito com unidades de saúde aprendentes e inovadoras.

Mais lidas