Displaying items by tag: APED

No Dia Mundial da Grávida - que se assinalou ontem, 9 de setembro - a Associação Portuguesa para o Estudo da Dor [APED] lembra as dores mais comuns na gravidez, bem como os cuidados a ter para evitar que estas persistam no pós-parto.

Published in Atualidade

“Movimento para o Futuro” é o mote da campanha de sensibilização lançada pela APED – Associação Portuguesa para o Estudo da Dor, que arranca esta semana e estará presente em várias cidades do País, em formato de mupis, com o objetivo de sensibilizar a população para a adoção de comportamentos saudáveis com vista à proteção do sistema músculo-esquelético, prevenção e tratamento de estados de dor ligeira a moderada, e incentivar o movimento como forma de prevenção e tratamento desses estados.

Published in Atualidade

A Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) promove, no próximo dia 7 de junho, o workshop “Opióides: Populações Vulneráveis”.

Published in Atualidade

Em pessoas com dor crónica, a prática de exercício físico, personalizado e acompanhado, é benéfica tanto do ponto de vista físico como emocional.

Published in Atualidade
sexta-feira, 02 novembro 2018 10:51

APED marca pela primeira vez presença na Check-Up

Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED) vai estar, pela primeira vez, presente na 5.ª edição da Check-Up que decorre já no próximo dia 6 de novembro, entre as 11:00 e as 18:00, na Gare do Oriente, em Lisboa.

Published in Atualidade

Estratégias simples para aliviar a dor nas crianças, como, por exemplo, fazer bolinhas de sabão devem ser usadas por todos os profissionais de saúde, defendeu uma especialista da Associação Portuguesa para o Estudo da Dor (APED).

Published in Atualidade
quarta-feira, 31 janeiro 2018 12:01

APED lança concurso de fotografia

Published in Terapêutica
segunda-feira, 29 janeiro 2018 12:02

APED reforça importância da educação sobre dor em 2018

Published in Terapêutica
Pág. 1 de 2
Um ano depois…
Editorial | Susete Simões
Um ano depois…

Corria o ano de 2020. A Primavera estava a desabrochar e os dias mais quentes e longos convidavam a passeios nos jardins e nos parques, a convívios e desportos ao ar livre. Mas quando ela, de facto, chegou, a vida estava em suspenso e tudo o que era básico e que tínhamos como garantido, tinha fugido. Vimos a Primavera através de vidros, os amigos e familiares pelos ecrãs. As ruas desertas, as mensagens nas varandas, as escolas e parques infantis silenciosos. Faz agora um ano.

Mais lidas