Estudo sobre DPOC avança que 70% dos portugueses nunca ouviu falar da doença
DATA
26/09/2022 12:02:34
AUTOR
Sofia Pinheiro
ETIQUETAS

Estudo sobre DPOC avança que 70% dos portugueses nunca ouviu falar da doença

Mais de 70% dos portugueses inquiridos num estudo sobre a Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica (DPOC) nunca ouviu falar na doença, e os que a conhecem têm uma perceção errada da severidade da doença. Em comunicado, o presidente da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP), António Morais, confessa que os resultados foram uma surpresa.

“Efetivamente, acho que quando se vê que mais de 70% da população não sabe exatamente o que é uma doença que é das principais causas de mortalidade isso é estranho e surpreendente”, afirmou o especialista.

O estudo aponta que, mesmo no subgrupo dos fumadores, a população com maior risco de desenvolver DPOC, há um grande desconhecimento sobre a doença, fatores de risco, sintomas, método de diagnóstico e impacto na qualidade de vida e na mortalidade.

“Ainda existe um número importante de indivíduos que não têm um acesso direto porque não têm um médico de família atribuído”, recorda o especialista, frisando que a falta de literacia dos utentes, a relação entre os cuidados de saúde primários “pode e deve melhorar muito”. Este relembrou também os objetivos traçados pela tutela para os médicos de Medicina Geral e Familiar relativamente à diabetes e à hipertensão arterial, por exemplo, “não acontece relativamente à doença pulmonar obstrutiva crónica”.

António Morais lembra que para fazer o diagnóstico desta doença é preciso que o utente faça uma espirometria e que “há uma dificuldade de acesso exatamente a esse exame”.

O estudo, desenvolvido pela Spirituc Investigação Aplicada, recolheu dados entre 15 de junho e 17 de julho de 2022. A DPOC está entre as principais causas de morte no país com uma prevalência a rondar os 5,4% em Portugal e uma taxa de mortalidade de cerca de 8,7 por 100 mil habitantes.

Dados do Observatório Nacional das Doenças Respiratórias indicam que, em 2018, a DPOC foi responsável por 2.834 óbitos em Portugal, o que equivale a oito mortes por dia.

Os dados mais recentes do Instituto Nacional de Estatística sobre as causas de morte em 2020, revelam que as doenças do aparelho respiratório (excluindo a COVID-19) causaram 11.266 mortes.

You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade
Editorial | António Luz Pereira, Direção da APMGF
You've got mail! - quando um aumento da acessibilidade não significa melhoria da acessibilidade

No ano de 2021, foram realizadas 36 milhões de consultas médicas nos cuidados de saúde primários, mais 10,7% do que em 2020 e mais 14,2% do que em 2019. Ou seja, aproximadamente, a cada segundo foi realizada uma consulta médica.