VacinART : disponível plataforma de apoio a profissionais envolvidos em Vacinologia
DATA
29/06/2022 09:35:06
AUTOR
Jornal Médico
VacinART : disponível plataforma de apoio a profissionais envolvidos em Vacinologia

Seja um clínico experiente ou um profissional de saúde a dar os primeiros passos, acompanhar o estado da arte em matéria de vacinação pode ser um desafio. A plataforma VacinART apresenta-se como o espaço online português, que cumpre a missão de disponibilizar a informação científica atual e relevante na área da Vacinologia.

Podcasts, entrevistas, resenhas de artigos científicos e infografias são alguns exemplos dos materiais que os profissionais de saúde podem encontrar na página do VacinART, o mais recente projeto do departamento médico da MSD Portugal.

Dentro da plataforma VacinART é possível colocar uma questão ao Centro de Literatura e Informação Científica, designado por serviço Clic@; encontrar os artigos científicos mais recentes no repositório das Clic@letters  ou acompanhar os podcasts com lançamentos de novos temas de duas em duas semanas.

Segundo João Romano, medical advisor vaccines na MSD Portugal, “a plataforma VacinART surgiu de uma necessidade identificada durante os contactos com profissionais de saúde. O nosso objetivo é trazer soluções que permitam tornar mais fácil a consulta de informação científica, contribuindo para a permanente atualização de conhecimentos destes profissionais.”

Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.