FNAM pede reunião com a Ministra da Saúde
DATA
24/03/2022 14:10:20
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


FNAM pede reunião com a Ministra da Saúde

A Federação Nacional dos Médicos (FNAM) recorda que a Ministra da Saúde, Marta Temido, não reuniu uma única vez com os representantes dos médicos, mesmo no contexto do combate à pandemia de COVID-19, “em que lhes exigiu todo o tipo de sacrifícios” Depois da ministra ser reconduzida, neste novo Governo, a federação revela estar disponível para reunir imediatamente.

Em causa está a falta de condições de trabalho para os médicos que representam o Serviço Nacional de Saúde (SNS). A FNAM afirma que a pandemia reforçou ainda mais as fragilidades do sistema.

“Esta Ministra apresentou uma proposta para um novo Estatuto do SNS que é um verdadeiro boicote aos princípios da Lei de Bases da Saúde e uma machadada a um SNS público e universal, desvirtuando completamente a possibilidade de dedicação exclusiva dos médicos, transformando-a unicamente numa forma encapotada de lhes atribuir ainda maior carga horária”, lê-se em comunicado da FNAM.

A FNAM reflete sobre a marcação das greves amplamente exigida pelos médicos e não esconde o receio de que “esta recondução, por parte do Primeiro-Ministro, aparenta a vontade de prosseguir por este caminho, o que seria uma verdadeira infelicidade”.

Na esperança de que exista espaço para um novo processo de negociação, a FNAM requere assim uma reunião com a Ministra da Saúde, Marta Temido.

Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve
Editorial | Gil Correia
Urgências no SNS – só empurrar o problema não o resolve

É quase esquizofrénico no mesmo mês em que se discute a carência de Médicos de Família no SNS empurrar, por decreto, os doentes que recorrem aos Serviços de Urgência (SU) hospitalares para os Centros de Saúde. A resolução do problema das urgências em Portugal passa necessariamente pelo repensar do sistema, do acesso e de formas inteligentes e eficientes de garantir os cuidados na medida e tempo de quem deles necessita. Os Cuidados de Saúde Primários têm aqui, naturalmente, um papel fundamental.