NEForMI promove curso de qualidade e segurança do doente

O Núcleo de Estudos de Formação em Medicina Interna (NEForMI) da Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI), vai realizar o Curso de Qualidade e Segurança do Doente, no dia 19 de fevereiro, em formato presencial, em Lisboa.

“Os formandos podem esperar uma aprendizagem global sobre os aspetos essenciais da qualidade e segurança do doente, algo que é verdadeiramente importante para a prestação de cuidados de saúde. Esta área do conhecimento tem sido omissa a nível da formação pré e pós-graduada”, avançou uma das responsáveis por ministrar a formação, Maria João Lobão.

Indicou ainda que “é muito importante que os médicos, nomeadamente de Medicina Interna, possam contribuir para a construção de ambientes seguros e para a prestação de cuidados de saúde de elevada qualidade nos hospitais onde trabalham”.

Entre outros conhecimentos e ferramentas, os formandos vão ter a oportunidade de aprender a identificar, classificar e analisar as causas dos principais eventos adversos em saúde; conhecer os mecanismos subjacentes ao erro em saúde; identificar quem são as vítimas de um evento adverso em saúde e conhecer recursos disponíveis para gestão das mesmas; definir conceitos e conhecer as ferramentas básicas na área da gestão do risco e de compreender o conceito de cultura de segurança dos serviços e organizações de saúde.

O curso destina-se a médicos Internos ou especialistas de Medicina Interna, médicos de outras especialidades, médicos do Ano Comum e todos profissionais de saúde interessados na área. Terá como formadores ainda Paulo Sousa, Sofia Guerra Paiva, Carlos Palos, Andreia Duarte e Isabel Pereira Lopes.

Poderá consultar mais informações AQUI.

Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?
Editorial | Jornal Médico
Mulher, autonomia e indicadores – uma história de retrocesso?

O regime remuneratório das USF modelo B há muito que é tema para as mais diversas discussões, parecendo ser unânime a opinião de que necessita de uma revisão, inexistente de forma séria desde a sua implementação.