INEM atendeu mais de 3.750 chamadas/dia em 2021 e mais de 90 mil não eram emergências
DATA
24/01/2022 12:41:51
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



INEM atendeu mais de 3.750 chamadas/dia em 2021 e mais de 90 mil não eram emergências

Os Centros de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) atenderam em média mais de 3.750 chamadas por dia no ano passado e, no total, mais de 90 mil não eram emergências e foram transferidas para o SNS24.

Segundo os dados divulgados pelo INEM, no ano passado os CODU atenderam mais de 1,3 milhões de chamadas, que resultaram em mais de 1,2 milhões de meios acionados, números que revelam um aumento da atividade do Sistema Integrado de Emergência Médica (SIEM) em comparação com o ano de 2020.

Estes números indicam que, em média, foram atendidas 3.758 chamadas por dia (156/hora) e que, no total, foram triadas mais 62.918 chamadas no ano passado do que em 2020. Estes correspondem a pedidos de ajuda efetuados via 112 para assistência a vítimas de acidente ou doença súbita, pedidos de triagem por parte dos parceiros no SIEM e chamadas transferidas pelo Centro de Contacto do SNS (SNS 24).

De acordo com o INEM, “92.948 chamadas atendidas em 2021 não correspondiam a emergências e, por isso, foram encaminhadas para o SNS 24. Por seu lado, o SNS 24 transferiu para os CODU 57.888 chamadas que foram consideradas emergentes pelos profissionais daquele serviço”.

Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro
Editorial | Conceição Outeirinho
Preparados para o Futuro? // Preparar o Futuro

O início da segunda década deste século, foram anos de testagem. Prova intensa, e avassaladora aos serviços de saúde e aos seus profissionais, determinada pelo contexto pandémico. As fragilidades do sistema de saúde revelaram-se de modo mais acentuado, mas por outro lado, deu a conhecer o nível de capacidade de resposta, nomeadamente dos seus profissionais.