38.º ENMGF arranca hoje
DATA
29/09/2021 09:34:05
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


38.º ENMGF arranca hoje

O 38.º Encontro Nacional de Medicina Geral e Familiar (ENMGF) tem data e local marcados para os dias 29 e 30 de setembro e 1 e 2 de outubro, no Altice Forum Braga.

“Abordagem ao consumo de álcool nos Cuidados de Saúde Primários”, “Saúde Digital e o Médico de Família em 2021”, “Investigação em MGF”, “Sigilo médico”, “Diagnóstico do presente e (re)definição do futuro” e “Burocracias em Medicina Geral e Familiar” são alguns dos temas contemplados no programa científico do evento. Irão, ainda, ser apresentadas várias comunicações livres de diversos temas.

“Construímos um programa apelativo e de enorme qualidade que, numa lógica integradora, teve o contributo dos nossos associados e que conta com a forte presença dos Grupos de Estudos e Delegações da nossa Associação”, afirma o presidente da APMGF, Nuno Jacinto, na nota de boas vindas.

O convidado da cerimónia inaugural será o médico psiquiatra e professor universitário Júlio Machado Vaz.

“Estamos certos que este nosso (Re)Encontro servirá para perspetivar o futuro da nossa especialidade, com base numa reflexão atenta sobre o presente e o passado recente”, conclui Nuno Jacinto.

Obtenha todas as informações aqui.

O Jornal Médico estará presente no evento. Poderá acompanhar a nossa cobertura no site. 

Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.