COVID-19: Consultas nos centros de saúde e hospitais aumentaram no primeiro semestre face ao período pré-pandemia
DATA
12/08/2021 17:12:44
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




COVID-19: Consultas nos centros de saúde e hospitais aumentaram no primeiro semestre face ao período pré-pandemia

O número de consultas médicas realizadas no primeiro semestre nos centros de saúde e nos hospitais aumentou, comparativamente a 2020, registando-se também um aumento relativamente a 2019, antes da pandemia.

De acordo com os dados provisórios divulgados pelo Ministério da Saúde, os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) realizaram, até junho, cerca de 912 mil consultas médicas e 95 mil cirurgias, um aumento de 17% e 37%, respetivamente, face a igual período de 2020.

Em comparação com os valores de 2019, no período pré-pandemia, o Ministério da Saúde destaca a ligeira recuperação registada, com um aumento de 12.568 consultas médicas e de 457 intervenções cirúrgicas.

Até junho, os centros de saúde realizaram quase mais 3,5 milhões de consultas médicas (23,3%) comparando com o mesmo período de 2020, e mais 2,3 milhões (14,5%) face ao período homólogo de 2019.

A recuperação da atividade assistencial foi ainda mais acentuada nos Cuidados de Saúde Primários (CSP), com um aumento do número de consultas médicas, consultas de Enfermagem e de outros técnicos de saúde, números conseguidos devido ao “esforço e empenho dos profissionais de saúde no crescimento e alinhamento dos resultados assistenciais com aqueles observados em anos anteriores ao da pandemia”.

“Considerando que em janeiro e fevereiro de 2021 se observaram os números mais elevados de necessidade de utilização dos recursos do SNS para tratamento de doentes COVID-19, os dados aqui referidos demonstram, claramente, o percurso de recuperação efetuado e o alinhamento com a atividade de 2019, ano em que se verificou o mais elevado volume de produção no SNS”, sublinha a tutela em comunicado.

O Ministério da Saúde destaca, igualmente, a evolução da atividade no âmbito dos rastreios do cancro da mama, colo do útero, e cólon e reto, em que se registou um aumento generalizado das taxas de cobertura geográfica.

Governação Clínica
Editorial | Joana Romeira Torres
Governação Clínica

O Serviço Nacional de Saúde em Portugal foi criado e cresceu numa matriz de gestão napoleónica, baseada numa forte regulamentação, hierarquização e subordinação ao poder executivo, tendo como objeto leis e regulamentos para reger a atividade de serviços públicos no geral, existindo ausência de regulamentação relativa à sua articulação com os serviços sociais e económicos.

Mais lidas