Covid-19: mais 46 mortes e 4.410 novos casos nas últimas 24 horas
DATA
05/11/2020 15:01:35
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: mais 46 mortes e 4.410 novos casos nas últimas 24 horas
Portugal regista mais 46 mortes relacionadas com a Covid-19 e 4.410 novos casos confirmados de infeção nas últimas 24 horas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje divulgado.

De acordo com o boletim da DGS, desde o início da pandemia, registaram-se 161.350 casos de infeção e 2.694 mortes.

A região Norte foi a que registou mais novos casos nas últimas 24 horas, com 2.580 infeções confirmadas, contabilizando 75.455 casos.

Dos 46 óbitos, 17 ocorreram na região Norte (que totaliza agora 1.223 mortes), 20 óbitos ocorreram na região de Lisboa e Vale do Tejo (que totaliza agora 1.077 mortes), oito óbitos ocorreram na região Centro (que totaliza agora 341 mortes) e um óbito ocorreu na região do Alentejo (que totaliza agora 54 mortes).

A região de Lisboa e Vale do Tejo totaliza hoje 64.374 casos (mais 1.124 nas últimas 24 horas).

A região Centro contabiliza 14.369 casos confirmados (mais 509), o Algarve 3.129 (97 novos casos) e o Alentejo regista 3.118 (mais 87).

Foram registados seis novos casos nos Açores e sete novos casos na Madeira, nas últimas 24 horas.

Os Açores totalizam 394 casos desde o início da pandemia e 15 mortes, e a Madeira 511 casos e um óbito por Covid-19.

De acordo com o boletim, houve mais 2.507 doentes recuperados, totalizando 91.453 casos de recuperação.

A DGS indica que houve ainda um aumento no número de doentes internados (mais 25), totalizando 2.362 e uma diminuição de cinco casos nos cuidados intensivos (total de 320), em relação a quarta-feira.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, sendo entre os 20 e os 29 anos que se registam mais infeções, contabilizando-se um total de 27.196, seguida da faixa etária entre os 40 e os 49 anos, com 26.859 casos, e entre os 30 e os 39 anos, com 25.879.

Os dados indicam ainda que houve 73.166 homens e 88.184 mulheres infetados desde o início da pandemia.

Do total de vítimas mortais, 1.401 são homens e 1.339 são mulheres.

O maior número de óbitos concentra-se nas pessoas com mais de 80 anos, com 1.841 mortes registadas desde o início da pandemia, seguindo-se a faixa entre os 70 e os 79 anos (542).

Trinta e um óbitos foram de pessoas na faixa etária acima dos 80 anos, oito óbitos ocorreram na faixa etária dos 70 aos 79 anos, quatro óbitos ocorreram na faixa etária dos 60 aos 69 ano, dois óbitos ocorreram na faixa etária dos 50 aos 59 anos e um óbito deu-se na faixa etária dos 40 aos 49 anos.

As autoridades de saúde têm sob vigilância 67.442 pessoas (mais 1.876 do que na véspera).

Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?
Editorial | Denise Cunha Velho
Internato centrado na grelha de avaliação curricular: defeito ou virtude?

Sou do tempo em que, na Zona Centro, não se conhecia a grelha de avaliação curricular, do exame final da especialidade. Cada Interno fazia o melhor que sabia e podia, com os conselhos dos seus orientadores e de internos de anos anteriores. Tive a sorte de ter uma orientadora muito dinâmica e que me deu espaço para desenvolver projectos e actividades que me mantiveram motivada, mas o verdadeiro foco sempre foi o de aprender a comunicar o melhor possível com as pessoas que nos procuram e a abordar correctamente os seus problemas. Se me perguntarem se gostaria de ter sabido melhor o que se esperava que fizesse durante os meus três anos de especialidade, responderei afirmativamente, contudo acho que temos vindo a caminhar para o outro extremo.