Covid-19: Portugal está numa fase crítica da pandemia, admite o Governo
DATA
29/10/2020 11:12:26
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Portugal está numa fase crítica da pandemia, admite o Governo
Portugal está numa fase crítica da pandemia de Covid-19, admitiu o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, indicando que a taxa de letalidade global é de 1,9%, situando-se em 10,8% acima dos mais 70 anos.

"Estamos numa fase crítica da pandemia e os portugueses, sem exceção, compreenderão que se aos cidadãos é exigido um reforço da responsabilidade individual na defesa do nosso bem-estar coletivo ao Ministério da Saúde é exigido que continue a tomar decisões como tem feito desde o início" da pandemia, afirmou António Lacerda Sales.

O governante afirmou ainda, em conferência de imprensa, em Lisboa, que o plano outono/inverno, já apresentado, está a ser consolidado “até ao final da semana”, mas que está já a ser aplicado no terreno, a nível nacional e local.

O governante indicou também que, após um período de estudo, os testes rápidos antigénicos farão parte da resposta à pandemia, a partir de 09 de novembro.

“Neste momento, estão a ser ultimados os procedimentos para a sua operacionalização e para a efetiva utilização de testes de antigénio no SNS”, declarou o secretário de Estado.

O Ministério da Saúde manifestou interesse em adquirir um milhão de testes, através de uma iniciativa europeia, referiu.

“Além disso, Portugal vai beneficiar ainda do financiamento europeu, através da Cruz Vermelha Portuguesa, para fornecimento de testes rápidos, cuja primeira tranche de 100.000 testes está prevista na semana de novembro”, acrescentou.

De acordo com António Lacerda Sales, trata-se de uma nova resposta que permitirá maior celeridade “em casos específicos”.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas