Covid-19: Requisição de testes de diagnóstico através do SNS24
DATA
26/10/2020 16:12:36
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS



Covid-19: Requisição de testes de diagnóstico através do SNS24

O modelo de requisição de testes de diagnóstico à Covid-19 através da linha de saúde 24 começou a funcionar sexta-feira, à semelhança dos meses mais complexos de março e abril, avançou a ministra da Saúde.

Na conferência de imprensa de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus, Marta Temido explicou que este modelo já esteve a funcionar em março e abril e tem os mesmos moldes de funcionamento que na primeira fase da pandemia, referindo que se trata de uma medida excecional e temporária.

“Não é uma prescrição aleatória, é uma prescrição que é feita baseada e tomada de acordo com um algoritmo previamente validado pela Direção-Geral da Saúde e aplicado estritamente nos termos que está desenhado pelo profissional na linha de saúde 24”, afirmou.

Marta Temido acrescentou que a emissão de requisição de testes de diagnósticos à Covid-19 através da linha de saúde 24 está prevista para “uma fase mais complexa”, como aquela que se está agora a viver no combate à pandemia.

A ministra disse ainda que esta decisão foi tomada porque há muitas pessoas a dirigir-se aos cuidados de saúde apenas para obter a prescrição do teste e “isso é uma pressão desnecessária no Serviço Nacional de Saúde e adicionalmente pode ter impacto no atraso na realização do teste”.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas