Covid-19: Costa pediu para suspender diploma sobre obrigatoriedade da aplicação “Stayaway Covid”
DATA
20/10/2020 10:47:54
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Costa pediu para suspender diploma sobre obrigatoriedade da aplicação “Stayaway Covid”

O primeiro-ministro pediu ontem ao parlamento para "desagendar" a apreciação na sexta-feira do diploma que continha a obrigatoriedade do uso da aplicação "Stayaway Covid", ficando apenas a proposta "consensual" do PSD sobre a imposição do uso da máscara.

Em entrevista à TVI, António Costa disse que solicitou ontem ao presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, que retirasse o agendamento do diploma do Governo, cuja apreciação estava prevista para sexta-feira, que "determina a obrigatoriedade do uso de máscara para o acesso ou permanência nos espaços e vias públicas", assim como "a obrigatoriedade da utilização da aplicação" informática.

"Entretanto, o PSD apresentou um diploma só sobre a obrigatoriedade do uso das máscaras nos espaços públicos. Portanto, se essa matéria sobre as máscaras é consensual, então legislemos já sobre as máscaras", justificou o líder do executivo.

Segundo António Costa, das duas propostas feitas pelo Governo para reforçar as medidas de precaução contra a Covid-19, verificou-se que houve uma que foi razoavelmente consensual - estranhamente para si - referente à obrigatoriedade do uso da máscara na via pública, e outra em que houve muitas dúvidas e críticas.

"Sobre a aplicação, é útil que a Assembleia da República faça todas as audições que o PS propôs para se refletir sobre esse tema. Acho que nada melhor do que um grande debate e uma decisão sobre essa matéria. Mas o Governo não seria responsável se, perante a evolução que estamos a ter da pandemia, não colocasse à Assembleia da República essa questão" da aplicação informática "Stayaway Covid", alegou o primeiro-ministro.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas