Covid-19: DGS garante que surtos nos hospitais estão identificados e controlados
DATA
29/09/2020 11:34:11
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: DGS garante que surtos nos hospitais estão identificados e controlados

A diretora-geral da Saúde disse hoje que os surtos de Covid-19 ativos em vários hospitais são sobretudo originários de profissionais de saúde e garantiu que estão a ser investigados e controlados.

“Há alguns surtos ativos recentes em vários hospitais. Estão a ser investigados. São sobretudo em profissionais de saúde, existem algumas ramificações para outros sítios, porque estas pessoas obviamente que se movem”, afirmou Graça Freitas na conferência de imprensa, de atualização de informação relativa à infeção pelo novo coronavírus em Portugal.

A diretora-geral da Saúde avançou que as autoridades sanitárias “estão a acompanhar de perto” estes surtos e que a situação está, neste momento, “tanto quanto possível, controlada”.

“Os surtos estão identificados e estamos a observar se existem cadeias de transmissão fora dos estabelecimentos onde foram identificado”, precisou.

Na conferência de imprensa deu ainda conta de algumas instituições de saúde que tem atualmente surtos de Covid-19, como é o caso de um surto “praticamente terminado” numa instituição de saúde em Guimarães, na Senhora dos Azeites, com oito doentes.

Segundo a DGS, há outro surto numa instituição de saúde em Paredes, que teve início a 17 de Setembro, com quatro casos de infeção, outro numa clínica na Póvoa do Varzim com 85 casos confirmados, sendo que este teve início em Agosto e está em “fase de maior resolução”, e um outro numa clínica de Vila Nova da Galé, com sete casos confirmados e que “teve início há uns dias”.

Há um outro surto no Hospital Sousa Martins, com dez casos e que começou a 15 de setembro, outro numa ala de medicina do Hospital de Leiria, com oito casos.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo, há um “pequeno surto” no serviço de medicina do Hospital Garcia de Orta, com dois casos, um outro numa clínica psiquiátrica do Lumiar, com 14 casos, um surto na clínica São João de Ávila, com 16 casos, e um outro no Hospital Egas Moniz, mas o número de casos não foi detalhado.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas