Covid-19: Portugal com 12.519 casos ativos e 161 surtos
DATA
12/08/2020 17:56:36
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




Covid-19: Portugal com 12.519 casos ativos e 161 surtos

Portugal tem atualmente 12.519 casos ativos de covid-19 e 161 surtos, anunciou hoje a ministra da Saúde em conferência de imprensa.

Esses surtos, adiantou Marta Temido, são 42 na região Norte – um número que a governante classifica como “estável” –, oito na região do Centro, 82 em Lisboa e Vale do Tejo (LVT), 13 na região do Alentejo e 16 na região do Algarve.

Portugal registou mais três mortes por Covid-19 e 278 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Relativamente ao aumento do número de casos na região Norte, a ministra da Saúde explicou que está relacionado com surtos registados numa área geográfica circunscrita ao agrupamento de Centros de Saúde da Povoa de Varzim e Vila do Conde, estando o caso a ser "acompanhado com cuidado".

Sobre os três óbitos ocorridos de ontem para hoje, Marta Temido adiantou que se tratam de pessoas com mais de 80 anos. Duas das mortes ocorreram na região de Saúde do Norte e uma na região de LVT.

Segundo a governante, o país tem neste momento uma taxa de letalidade global de 3,3 por cento e de letalidade acima dos 70 anos de 15,7 por cento.

A região Norte continua a registar o maior número de mortes (836), seguida da região de LVT (621), o Centro (253), Alentejo (22), Algarve (17) e Açores (15).

De acordo com a última informação transmitida pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), o índice de transmissibilidade efetivo para os dias entre 3 e 7 de agosto está nos 0,99.

O número médio de casos secundários que resultam de um caso infetado, medido em função do tempo (o chamado Rt) global nacional está abaixo de um, mas segundo a ministra da Saúde a tendência decrescente dos últimos dias está a ter uma ligeira inversão.

A taxa de incidência de novos casos dos últimos sete dias é de 13,4 por 100 mil habitantes e nos últimos 14 dias é de 25,4 por 100 mil habitantes, adiantou Marta Temido.

A maior parte dos casos de infeção são mulheres (29.406) e em termos gerais há mais infetados na faixa etária entre 40 e 49 anos (8.785), seguindo-se a faixa entre 30 e 39 anos, que contabiliza hoje 8.710 casos.

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas