SNS cria atendimento por videochamada para surdos
DATA
22/04/2020 15:35:16
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS




SNS cria atendimento por videochamada para surdos

O Centro de Contacto do Serviço Nacional de Saúde – SNS24 passou a disponibilizar uma plataforma de atendimento por videochamada, dedicada aos cidadãos surdos. A linha já está a funcionar e conta com seis intérpretes de Língua Gestual Portuguesa.

Estes profissionais vão prestar atendimento 24 horas por dia, sete dias por semana, para “assegurar o esclarecimento destas pessoas”, ficando responsáveis por fazer a mediação com o enfermeiro do SNS24, através de uma plataforma de atendimento de voz.
Os parâmetros do Serviço de Triagem, Acompanhamento e Encaminhamento permanecem iguais, diferindo apenas na forma de acesso.
“Além de garantir o acesso destes cidadãos a esta linha, esta plataforma pode ainda ser utilizada para assegurar a comunicação entre os profissionais de saúde e o doente surdo durante o internamento hospitalar ou em situação de isolamento profilático”, explica o secretário de Estado da Saúde.
António Lacerda Sales destaca ainda que “a disponibilização desta nova ferramenta vem reforçar aquele que é o espírito do próprio SNS: prestar um serviço de qualidade e equidade, acessível a todos os cidadãos, que não deixa ninguém para trás”.
Até então, o SNS24 disponibilizava um canal de conversação no seu site, que funciona através de uma caixa de chat online e que se irá manter.
A secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, sublinha que esta é uma “iniciativa muito importante para estas pessoas, que agora poderão aceder de forma plena a este serviço” e garante que “o Governo continua empenhado em garantir que os cidadãos surdos disponham de acessibilidade aos restantes serviços públicos”.
O novo serviço resulta de uma parceria entre o Instituto Nacional para a Reabilitação, a Federação Portuguesa da Associação de Surdos, a Serviços Partilhados do Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência .

Um ano depois…
Editorial | Susete Simões
Um ano depois…

Corria o ano de 2020. A Primavera estava a desabrochar e os dias mais quentes e longos convidavam a passeios nos jardins e nos parques, a convívios e desportos ao ar livre. Mas quando ela, de facto, chegou, a vida estava em suspenso e tudo o que era básico e que tínhamos como garantido, tinha fugido. Vimos a Primavera através de vidros, os amigos e familiares pelos ecrãs. As ruas desertas, as mensagens nas varandas, as escolas e parques infantis silenciosos. Faz agora um ano.

Mais lidas