Covid-19: CHUSJ lança novas medidas de contingência
DATA
12/03/2020 18:55:51
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Covid-19: CHUSJ lança novas medidas de contingência

O Centro Hospitalar Universitário de São João, nesta fase da infeção pelo novo Coronavírus (SARS-CoV-2), tem vido a implementar um conjunto de medidas de prevenção, de acordo com o plano de contingência em vigor e com as recomendações nacionais e internacionais, com o objetivo de garantir a segurança dos utentes, acompanhantes e profissionais de saúde.

As medidas, que entram imediatamente em vigor, dividem-se 5 grandes grupos.

Quanto ao acesso às instalações comunidade não profissional ao CHUS, este será efetuado pelo Atrium da Hospitalidade (entrada norte), sujeito a preenchimento de inquérito epidemiológico e medição de temperatura corporal; a entrada poente servirá apenas o Serviço de Urgência de Obstetrícia e Doenças Infecciosas; as entradas do Centro de Ambulatório (CAM) e do Hospital de Dia funcionarão normalmente, mas deixa de ser permitida a passagem de não-profissionais para o edifício principal do CHUSJ; fica imediatamente suspensa a realização de registo biométrico através dos terminais disponíveis pelos profissionais do CHUSJ, sendo disponibilizada na intranet informações sobre como proceder para registar a assiduidade; todos os profissionais devem avaliar a temperatura corporal no inicio e no fim de cada turno e reportar ao Serviço de Saúde Ocupacional em caso de hipertermia ou sintomas respiratórios.

A atividade clínica não urgente também sofrerá algumas alterações, ficando imediatamente suspensa toda a atividade clínica não urgente, nomeadamente consultas externas, intervenções cirúrgicas, sessões de hospital de dia e meios complementares de diagnóstico e terapêutica, até ao dia 31 de março; apenas deve ser realizada atividade programada em casos clinicamente relevantes, cuja suspensão coloque em risco de vida o utente ou existir risco de prejuízo grave por ausência de intervenção; passam a ser privilegiadas as consultas não presenciais, sempre que tal for clinicamente adequado.

A nível de suporte existe limitação de toda a atividade presencial dos serviços de suporte, devendo ser utilizados meios alternativos (telefone, email, correio interno), nomeadamente para o Serviço de Gestão de Recursos Humanos, Serviços Financeiros, Serviço de Sistemas e Tecnologias e Sistemas de Informação e Comunicação, RAI, Serviço de Aprovisionamento, Serviço de Instalações e Equipamentos, entre outros considerados adequados.

 O CHUSJ afirma, também, em comunicado enviado às redações, a abertura da rede Wi-Fi a utentes e acompanhantes, em toda as áreas do CHUSJ (SaoJoaoWiFi), “para permitir um contacto mais fácil entre os utentes internados e os seus familiares e amigos, bem como entre os profissionais do hospital.”

O centro hospitalar tem disponível, através de uma equipa multidisciplinar, apoio psicológico a doentes internados, bem como aos seus familiares e aos profissionais de saúde, “com o objetivo de os tranquilizar relativamente a receios face à situação epidemiológica que enfrentamos, bem como ao contexto do isolamento social.”

A entidade hospitalar escolheu finalizar a sua comunicação com uma nota de esperança: “Os próximos tempos serão muito difíceis, mas temos a certeza de que os profissionais do CHUSJ estarão à altura das suas enormes responsabilidades.”

O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Editorial | Jornal Médico
O novo normal e a nova realidade – que alterações provocadas pela pandemia vieram para ficar?
Acertar procedimentos e aperfeiçoar métodos de trabalho. Encontrar uma nova visão e adotar uma nova estratégia útil na nossa prática clínica quotidiana. Valorizar as unidades de saúde por estarem a dar as respostas adequadas e seguras é o mínimo que se exige, mas é urgente e inevitável um plano de investimento nos centros de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

Mais lidas