Tiago Torres: “A psoríase tem tido um grande desenvolvimento terapêutico nos últimos anos”
DATA
18/10/2019 17:11:37
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS

Tiago Torres: “A psoríase tem tido um grande desenvolvimento terapêutico nos últimos anos”

A psoríase foi um dos temas em grande destaque no EADV 2019, com a apresentação de importantes dados científicos e clínicos em primeira mão, sublinha o dermatologista do Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUP), Tiago Torres.

Em Madrid, “foram apresentados novos dados de eficácia a longo prazo e de segurança sobre os inibidores da IL-23. Foram ainda divulgados dados relativos à qualidade de vida, bem como resultados de eficácia nas unhas e no couro cabeludo com o bimecizumab, um fármaco que ainda não está aprovado”, refere o especialista, explicando que “a psoríase tem tido um grande desenvolvimento terapêutico nos últimos anos e continuamos a assistir ao aparecimento de novos fármacos”.

Todas estas novidades terapêuticas – a par de um programa muito variado, que toca todas as áreas da Dermatologia (médica, cirúrgica e cosmética) –, fazem com que “regressemos à nossa prática clínica com uma boa bagagem para podermos ajudar os nossos doentes”, salienta Tiago Torres.

No que concerne ao lema do Congresso, o professor do  Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) acredita que a face moderna da Dermatologia se prende com o facto de “a especialidade ter deixado de ser vista como uma especialidade que faz uma abordagem e tratamento localizado de uma determinada doença de pele, para se perceber que as doenças de pele são o reflexo do que se passa em todo o organismo, que são doenças sistémicas”. A própria inovação terapêutica “tem-nos mostrado isso”, sustenta o clínico, concluindo que “a Dermatologia – global e nacional – tem estado a liderar diversas áreas da inovação terapêutica”.

Fique a par das novidades em destaque na reunião magna dos dermatologistas europeus, pela voz dos médicos portugueses que marcaram presença no EADV 2019, em Madrid. Assista ao vídeo que se segue.

A mudança necessária
Editorial | Jornal Médico
A mudança necessária

Os últimos meses foram vividos por todos nós num contexto absolutamente anormal e inusitado.

Atravessamos tempos difíceis, onde a nossa resistência é colocada à prova em cada dia, realidade que é ainda mais vincada no caso dos médicos e restantes profissionais de saúde. Neste âmbito, os médicos de família merecem certamente uma palavra de especial apreço e reconhecimento, dado o papel absolutamente preponderante que têm vindo a desempenhar no combate à pandemia Covid-19: a esmagadora maioria dos doentes e casos suspeitos está connosco e é seguida por nós.

Mais lidas