Jornal Médico Grande Público

Medicina Interna garante capacidade para superar desafios do SNS
DATA
24/05/2018 16:05:21
AUTOR
Jornal Médico
ETIQUETAS


Medicina Interna garante capacidade para superar desafios do SNS

O 24.º Congresso Nacional de Medicina Interna (MI) servirá para explicar que “a base holística e a diversidade do sistema de saúde nacional e, particularmente, dos hospitais, numa altura em que enfrentam vários desafios sociais”, afirma o presidente do Congresso, Estevão de Pape.

Durante o encontro serão abordados temas de relevo para a prática clínica, dando especial ênfase “aos desafios que a especialidade enfrenta, como o envelhecimento da população e consequentes comorbilidades, a fragmentação do conhecimento e a hiperespecialização dos internistas, alternativas ao internamento e a necessidade da redução do número de doentes que acorrem aos serviços de urgência hospitalares. Desafios estes que deverão ser liderados por profissionais de medicina interna, muito pelas qualidades e formação dos seus internistas”, explica o responsável.

Este ano, o lema do congresso será: “Medicina Interna 100 Margens”, na medida em que “a MI não deve ter limites ou margens”.

"A MI é o grande pilar dos hospitais, a força motriz da vida hospitalar, com uma visão global única. Temos de saber liderar, mas também ter a responsabilidade da dedicação sem limites, aplicando à doença, e ao doente, todas as áreas da medicina interna e interligando-as para tirar daqui o melhor partido”, acrescenta Estevão de Pape.

A sessão de abertura do 24.º Congresso Nacional de MI tem início no dia 1 de junho, às 10:30, no Centro de Congressos do Algarve, nos Salgados, onde são esperados cerca de dois mil especialistas.

A secretária de Estado da Saúde, Rosa Matos, o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães e o presidente do Colégio Medicina Interna, Armando Carvalho, são apenas alguns dos nomes presentes neste encontro.

Ao longo dos três dias serão abordadas várias temáticas, como: “Alternativas ao internamento convencional; Inovação em saúde; Hospitalização domiciliária - Um modelo para saúde 100 fronteiras; Globalização em saúde pública: Desafios e oportunidades e Questões éticas em fim de vida”, sendo este último apresentado pelo Dr. Guilherme Oliveira Martins da Fundação Gulbenkian.

“É neste congresso, nas suas comunicações, que veremos grandes estudos e projectos apresentados, por especialistas de medicina interna, na área de insuficiência cardíaca, diabetes, hipertensão e doenças autoimunes, por exemplo”, explica o presidente o Congresso.

Pode consultar mais informações aqui.

Saúde Pública

news events box

Mais lidas